Acho que não era suposto.

4.5.15

No outro dia foi a uma consulta de avaliação com uma psicóloga a pedido da minha nutricionista porque acha que o meu peso não se resolve com planos alimentares mas sim resolvendo os meus problemas de ansiedade. Eu só queria ganhar uns 5 quilinhos, coisa fácil para alguns mas mega difícil para mim. 
Consulta marcada, consulta feita! O que posso dizer? DETESTEI! Senti-me julgada do principio ao fim. Olhava para mim com aquela cara do "tens de ser internada no Júlio de Matos, já!". Não disse nada que já não soubesse. Olha que bom tenho problemas de ansiedades que precisam de ser resolvidos? WOW eu nem desconfiava nem nada! Perguntou-me coisas ridículas, fez comentários simplesmente desnecessários. Quis saber detalhes da minha vida sexual de forma tão fria e tão... tão... estúpida, epah foi tão mau! E depois espantou-se de obter respostas frias. Olha "quésta "perguntas estúpidas, respostas estúpidas. 

Amiga, eu não estou em negação de nada. Aliás, ninguém tem tanta consistência do que se passa comigo do que eu, na verdade eu só não o consigo resolver sozinha. E não é a julgar-me e a dizer que tenho de mudar repetidamente que vai resolver alguma coisa. Porque se eu conseguisse só porque achava que precisava de mudar, nem tinha posto os pés nesse consultório.

Eu sabia que me ia fazer perguntas difíceis, despistar a anorexia e todo o tipo de doenças do tipo, querer saber a relação que tenho com o meu corpo e com espelho. Sabia isso tudo. E claro, comprovou-se que não é nada disso. É apenas ansiedade que me acelera o metabolismo e bora lá fazer mais umas caras e julgar mais um pouco. Por ter uma relação próxima com os meus pais e não pensar em sair de casa nem gostar de ir de carro para o centro de Lisboa.

Resultado, não volto à mulher. Acho que para ser julgada consigo fazer eu um melhor trabalho sozinha. Vou tentar noutra... ver se alguém me consegue ajudar sem me mandar abaixo. Preciso que me mostrem outra forma de encarar a vida, aperceber-me de que não posso ser tão exigente e perfeccionismo comigo própria e aprender a relaxar com os stresses da vida. Apenas e só isso. O resto é consequência disso e não a causa. -.-' 

Sai de lá tão cansada, tão cheia de raiva, tão ansiosa, tão "omg a sério que esta gente tem uma licenciatura? Até eu sou mais compreensiva!". 

You Might Also Like

13 comentários

  1. há psicólogos um bocado para o estúpidos... o primeiro a que fui, depois de eu dizer que uma das pessoas mais importantes e com quem me sentia melhor era o meu primo, ele disse que eu deu-lme o nome de uma perturbação que é apaixonarmos-nos por familiares... eu só expliquei o quão ele sempre foi importante e cuidadoso comigo. Na minha família há uma cena que se chama carinho e pertença. Nunca mais lá fui

    ResponderEliminar
  2. Há maus profissionais em todo o lado e um psicólogo nunca deve julgar a pessoa que se encontra à sua frente! Espero que com a próximo ou próximo resulte melhor.

    ResponderEliminar
  3. R.: Quando fiz aquele comentário só quis reforçar que as pessoas muitas das vezes não percebem a diferença entre ser sincero e ser mau e eu infelizmente conheço muita gente assim! Confesso que muitas vezes não sou tão sincera assim, talvez por já saber que as pessoas não gostam de ouvir a verdade. É bom saber que existe pessoas sinceras com tu, conheço poucas.... Parabéns por isso!

    ResponderEliminar
  4. Não existe uma maneira de combater a ansiedade? Se sabem que esse é o problema deviam concentrar-se nisso, e julgar-te não tem a menor lógica já que és tu quem está a procura de ajuda por ti própria.

    ResponderEliminar
  5. Ser psicólogo não é para qualquer um.. preciso ter uma enorme empatia e nunca julgar os outros.. Quer dizer, todos os profissionais de saúde têm de ser assim. mas psicólogos nunca mas nunca podem julgar.
    Se fosse a ti tentava outro..

    ResponderEliminar
  6. Já frequentei uma psicóloga, não pelo mesmo motivo. Nunca senti isso. Deve ter sido horroroso! A sério, cada vez acho mais que cursos que envolvem contacto com pessoas deviam ter um teste qualquer que permitisse saber se a pessoa tem sensibilidade para tratar de outras pessoas! Enerva-me tanto existirem profissionais de saúde que não sabem falar com as pessoas... Acho que se fosse a ti escrevia no livro de reclamações do sítio onde foste. Ela merece saber que é uma péssima profissional e que ofende as pessoas. As melhoras * Espero que a próxima seja uma boa profissional.

    ResponderEliminar
  7. Se tens realmente a certeza de não conseguir mudar sozinha, não desistas e tenta outra psicóloga! E muda até encontrares alguém que te deixe confortável :)

    ResponderEliminar
  8. Há mesmo pessoas que não foram feitas para a profissão onde estão. Para ser julgada basta andar no meio da rua, não é preciso ir para dentro de quatro paredes. Santa paciência, sendo psicóloga devia ter noção de umas coisitas.

    ResponderEliminar
  9. Eu tenho problemas - sérios - de ansiedade e isso faz-me sentir muito mal mas felizmente tenho uma profissional que me ajuda. Tenta outro...

    ResponderEliminar
  10. Que falta de profissionalismo. Se uma pessoa vai é porque precisa de ajuda, seja ele de que tipo for, e deve receber apoio para evoluir. Força querida. Não ligues a comentários tolos.

    ResponderEliminar
  11. Somos duas. Só experimentei ir ao psicologo duas vezes. Uma era criança, mas lembro-me de sentir exactamente isso e de ter desistido ao fim de 2 consultas e uma segunda vez aos 18/19 anos. Também me senti julgada por coisas tão básicas como preocupar-me com o futuro, ter uma boa relação com a minha família, não estar a pensar sair de casa tão cedo - para quê? para ir morar sozinha e não ter dinheiro ao fim do mês?! - ou por ainda não ter tirado a carta. Acredito que existem psicologos excelentes, mas a verdade é que 80% são terríveis profissionais e isso é muito mau, tende em conta que há muita gente que os consulta em alturas de grande vulnerabilidade e sai de lá pior do que quando entrou. Também sei que ir a um psicologo não é como tomar um comprimido mágico, não fica tudo bem em meia dúzia de sessões, mas pela minha experiência também não é suposto sentirmo-nos assim na primeira consulta.

    ResponderEliminar
  12. Sim, infelizmente há gente assim. Eu por acaso ganhei peso após ter ido à consulta com a psicóloga, e não fiz nada mais que responder e pensar no que ela me perguntava; mas na minha família é muito fácil ganhar peso, não sei se realmente ela fez um bom trabalho ou se é genético :/
    Tenta mesmo encontrar outra, foi o meu caso.

    ResponderEliminar
  13. Vai mesmo a outro sítio. Às vezes é mesmo falta de tacto, mas não são todos assim. Nem nada que se pareça! :)

    ResponderEliminar