Sejam inteligentes nas vossas escolhas

20.6.14



Já não sou nova mas andanças que é a faculdade e ontem que tanto se falou em privadas vs públicas lembrei me de erros que ja vi muita gente fazer. (sim, eu tive a "sorte"  de ter dois colegas de grupo que a meio do ano e a meio do trabalho acharam que queriam outra coisa)


  • Não escolham o curso baseando-se numa universidade.  Há aquelas pessoas que sempre sonharam estudar naquela faculdade mas chega a altura e nenhum curso é o perfeito. Não insistam vejam outras faculdades porque estar a suportar um curso por causa da universidade não dá bom resultado.  Arrependem se depois mudam as vezes há que repetir exames e passar por tudo outra vez.
  • Não descartem as privadas e os politécnicos. Não sejam preconceituosos porque há muita maneira há privadas exemplares para cada tipo de cursos e até os politécnicos conseguem ter um bom leque de oportunidades.
  • Não digam que querem ir para uma faculdade porque outra é mais complicada e exige mais trabalho. Porque raio já que vão estudar imenso não se matam pela qualidade superior? Não entendo. Eu não me contentaria com menos do que posso ter. Por isso é que a fama das privadas é tão má, porque os alunos que vão para lá nem sempre vão com o intuito de honrar a faculdade.
  • Não entrem numa faculdade se só vão beber e fingir que estudam porque a ocupar essa vaga estão destruir o sonho de alguém. Tirem o ano vivam esse ano sem responsabilidade e depois honrem a vossa faculdade e o dinheiro dos vossos pais. Depois podem prescrever e quando acordam da festa não podem frequentar a faculdade onde se inscreveram e tem de esperar  anos e é uma confusão desgraçada.
Independentemente de que universidade escolham o método passa sempre por:

Restringir às áreas que gostam.
Verem o tipo de curso que tem.
Reduzam a uma listinha de opções.
Vejam o programa e comprarem-no entre faculdades.
Conheçam as faculdades e o seu peso para o vosso mercado de trabalho para terem a certeza que a faculdade é a certa para o vosso curso. 
Façam as contas sobre se compensa ficar perto ou ir para mais longe de casa.
Vejam a empregabilidade e o que o pais suporta. 

Não interessa se é a escolha certa ou não para os outros mas tem de ser a vossa escolha e com bons motivos... 

You Might Also Like

8 comentários

  1. Dicas que valem nota 20! O meu post é apenas uma forma chata de focar estes pontos (especialmente os dois primeiros que referiste aqui hoje de forma simplificada) enquanto falo no meu caso em particular. Gostei mesmo. Boa, Ella! :)

    ResponderEliminar
  2. Só não "concordo" em parte com o segundo tópico, há excelentes universidades privadas, é certo, mas nem toda a gente tem dinheiro para ir para uma, e essa opção descarta-se muitas vezes pela falta de dinheiro e não por preconceitos. Sim, porque pagar quase o triplo não é para toda a gente.

    ResponderEliminar
  3. R: Média alta não tenho, tenho 14 só. Pois, há cursos parecidos na pública, mas não é exatamente o mesmo, sabes... Para além do mais, os meus pais nunca me deixariam ir para uma privada.

    ResponderEliminar
  4. Hoje já existe muito mais informação disponível sobre os cursos e as universidades do que quando eu entrei para a faculdade. Não me informei muito, escolhi por ser a mais prestigiada na área, privada porque não tinha média para uma pública e não me dei mal!

    beijinhos querida e boa sorte :)

    http://inspiremewithmoments.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Ahah vim para este post um ano depois...xD Well, vejo muitos colegas meus a dizerem que querem ir para universidade/cidade X ou Y e nem sabem o curso que querem...Enfim, não compreendo.

    ResponderEliminar